Precisamos de investimentos em mecanismos de mercado para armazenamento de energia de longa duração

Em relatório, a Associação para Energias Renováveis e Tecnologias Limpas (REA) do Reino Unido analisou a necessidade de armazenamento de energia de longa duração e os desafios atuais que a tecnologia enfrenta. As tecnologias podem incluir baterias de fluxo, energia potencial (gravitacional), hidrelétricas reversíveis, armazenamento de energia de ar liquefeito (LAES) e armazenamento de energia de ar comprimido (CAES).

 

A REA detalhou como os modelos comerciais atuais são uma barreira para o desenvolvimento de projetos de armazenamento de energia de longa duração e em larga escala. Dado o longo período de construção de grandes projetos de infraestrutura e de toda burocracia envolvida, é importante que medidas sejam tomadas agora para que se tenha algo até 2030.

 

A entidade britânica já está solicitando ao governo que estabeleça um mecanismo de estabilização de renda à prova de futuro para diminuir o risco de investimentos em armazenamento de energia de longa duração, com base nos arranjos de mercado existentes.

 

Investimentos em infraestrutura e tecnologias de ponta precisam de estruturas de incentivos para um período mais longo. O governo do Reino Unido lançou uma verba de US $ 95 milhões para desenvolver e comercializar tecnologias de armazenamento de energia com duração de quatro horas de armazenamento e descarga para dias, semanas e até meses. No país, isso é considerado um valor pequeno e aquém das necessidades do setor.

 

Um exemplo de novas tecnologias de armazenamento de energia é o mecânico. A empresa Gravitricity disse que uma torre treliça de 15 metros de altura para seu projeto de demonstração de armazenamento foi instalada antes do início dos testes no próximo mês. Segundo analistas da empresa, o sistema pode armazenar energia pela metade do custo de vida útil das baterias de íon-lítio.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter